Tecnologia

Telemedicina: como aplicar visando o aumento da capacidade de atendimento

Por Robô Laura - 13 de abril de 2021

A telemedicina tornou-se uma parte vital na prestação de cuidados de saúde, uma ferramenta ágil e centrada no paciente que facilita o acesso ao atendimento médico.

Desde a liberação do uso da telemedicina para consultas diretas entre médico e paciente, pelo menos 1,7 milhões de atendimentos foram realizados entre abril e agosto de 2020, apontam dados compilados pela EXAME

A Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) realizou, no fim de 2020, uma pesquisa de opinião com dirigentes de hospitais associados sobre as adaptações durante a pandemia de Covid-19. 

A análise mostrou que 55,6% dos participantes consideraram que houve impacto no aumento das ferramentas de tecnologia, como inteligência artificial e analytics, por exemplo,  e 77,8% apontou que o uso das tecnologias tem otimizado a performance do hospital.

Além disso, o levantamento mostrou que 75% dos gestores entrevistados faz uso da telemedicina. 

Porém, os gestores de sistemas de saúde que buscam adicioná-la a seus serviços ainda precisam de uma estratégia. Sem isso, o sistema pode não atingir todo o seu potencial ou até mesmo nunca decolar.

Quer saber sobre o assunto? Então, siga a leitura!

Como aplicar a telemedicina visando escalabilidade de atendimento

Adapte equipamentos e infraestrutura 

Os equipamentos médicos que já estavam sendo utilizados para a realização de exames devem ser integrados ao sistema de telemedicina. O que de certo modo é simples, pois grande parte das máquinas atuais já possui sistema digital e conexão à internet.

Caso o hospital ainda disponha de equipamentos analógicos, existem softwares específicos capazes de viabilizar a integração sem problemas.

Veja também: Tecnologia na saúde: 5 avanços que você precisa aplicar na instituição

Treine a equipe

Uma das etapas mais importantes é o treinamento da equipe de profissionais da saúde do hospital, afinal, toda e qualquer tecnologia não foi feita para substituir os humanos, mas sim para facilitar diversos processos do dia a dia.

Neste contexto, é imprescindível que, tanto a equipe clínica, quanto a administrativa estejam preparadas para operar o sistema para um programa de telemedicina de sucesso. 

Todos devem passar por um programa de treinamento prático para aprender a usar as ferramentas necessárias. Isso possibilita que os colaboradores fiquem mais familiarizados com os componentes do sistema, como áudio, vídeo, envio de exames, por exemplo.

Tudo para garantir a qualidade dos serviços e um bom atendimento ao paciente.

Identifique e desenvolva líderes

Sem uma liderança forte, o sistema de telemedicina pode fracassar. 

É essencial obter o apoio dos médicos em particular, mas também do restante da equipe assistencial, administradores e funcionários.

Integre com outros sistemas e tecnologias

É importante integrar a telemedicina a outros sistemas utilizados no hospital, tais como softwares de gerenciamento, prontuário eletrônico e CRM. Isso pode melhorar a comunicação e tornar o sistema muito mais efetivo operacionalmente.

Ao implementar a telemedicina, o hospital mantém um banco de dados, garantindo maior segurança, agilidade e padronização dos processos, além de reduzir erros manuais.

Vale a pena ressaltar que um programa de telemedicina bem-sucedido aumentará o atendimento do hospital e facilitará a vida para médicos, funcionários e pacientes. O contrário é um sinal de má implementação.

Atenda “15 vezes” mais pacientes 24h por dia, 7 dias por semana

Certifique-se de que os elementos da estratégia estão em vigor

O sucesso da telemedicina envolve muitos elementos, tais quais: os tipos de serviços de telemedicina oferecidos, os fornecedores e clínicos que fornecerão os serviços e as formas em que os serviços serão entregues.

A telemedicina deve ser uma parte integrante das ofertas de cuidados do hospital, permitindo que o hospital forneça cuidados mais econômicos, proativos e centrados no paciente. 

Implementar a telemedicina é fundamental para gestores que querem acompanhar as transformações digitais e a evolução da medicina. 

Quer mais informações relevantes sobre gestão hospitalar e qualidade no cuidado do paciente? Continue acompanhando nosso blog.

Materiais premium

Conteúdos mais lidos

Manifesto de Maya

Manifesto de Maya

O Manifesto de Maya tem o objetivo de tornar a Robô Laura um ambiente equânime, fortalecido e respeitado por todos e todas que aqui trabalham e também por nossos(as) clientes e parceiros(as).

Continue lendo

Por Robô Laura - 8 de março de 2021